Geral Tocantins

Governador Wanderlei Barbosa autoriza formação de comissão para elaboração do novo plano de carreiras dos profissionais da Educação

Portaria sobre o assunto foi assinada nesta quinta-feira, 6, e será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE)

06/06/2024 21h31
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Portaria foi assinada pelo governador Wanderlei Barbosa e pelo secretário de Estado da Educação, Fábio Vaz - Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins
Portaria foi assinada pelo governador Wanderlei Barbosa e pelo secretário de Estado da Educação, Fábio Vaz - Foto: Aldemar Ribeiro/Governo do Tocantins

No intuito de fortalecer e aprimorar o serviço dos educadores do estado do Tocantins, o governador Wanderlei Barbosa e o secretário de Estado da Educação, Fábio Vaz, assinaram nesta quinta-feira, 6, portaria que cria uma comissão para a construção do novo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) da Educação.

“Nós temos valorizado os nossos professores. Pagamos os passivos e concedemos data-base, mas temos que fazer algo importantíssimo para as carreiras, que é a revisão ou a reconstrução do PCCR. Eu estou autorizando o nosso secretário e assinando o documento para criar a comissão, composta por diversos órgãos do Governo do Tocantins e também dos sindicatos representativos da classe. Estamos aqui cumprindo o nosso compromisso com os nossos professores”, destacou o governador Wanderlei Barbosa sobre a portaria, que será publicada nesta quinta-feira, 6, no Diário Oficial do Estado (DOE).

Portaria

Composta por nove instituições representativas, com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação e os entes do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev), a comissão será oficialmente designada para elaborar novas propostas aos profissionais da educação, visando criar um plano de carreira robusto, transparente, eficaz e sustentável, que atenda às necessidades dos educadores e promova a qualidade da educação no Tocantins.

Continua após a publicidade
Anúncio

A expectativa é de que o novo plano de carreira contemple não apenas questões salariais, mas também aspectos relacionados à formação contínua, à valorização profissional, às condições de trabalho e às perspectivas de progressão na carreira.

O secretário de Estado da Educação, Fábio Vaz, ressaltou que a formação dessa comissão marca um importante passo rumo à valorização e ao reconhecimento dos profissionais da educação no Tocantins. “Essa proposta é um sonho da categoria e o governador Wanderlei Barbosa tem sido muito atencioso com a educação. Tudo que ele vem fazendo, desde o pagamento dos passivos ao reconhecimento do concurso público, todos esses avanços que tivemos são motivos de muita satisfação. Este momento é histórico”, enfatizou o secretário.

Investimentos na educação

A gestão Wanderlei Barbosa vem trabalhando fortemente na área da educação, sobretudo na valorização de espaços e instituições para os discentes, tal como o reconhecimento dos profissionais da educação. O Governo do Tocantins já concedeu um aumento salarial de 11% para professores efetivos e contratados, além da concessão de gratificação de até R$ 700 para servidores efetivos, como os professores com regência de sala de aula, coordenadores pedagógicos, de área, de curso técnico e orientadores educacionais, que atuam nas 13 Superintendências Regionais de Educação (SREs).

Os incentivos aos servidores da área estão inseridos em dois dos oito pilares fundamentais do Programa de Fortalecimento da Educação (Profe): Formação dos Profissionais da Educação e Valorização dos Profissionais da Educação. Dentro do escopo do Profe, são propostas medidas para reconhecer as boas práticas dos profissionais da educação, por meio de incentivos na carreira e na remuneração.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.